Nome:
Email:
Para finalizar seu cadastro CURTA NOSSA FANPAGE (clique no botão abaixo) e receba diariamente as notícias sobre mercado financeiro e educação financeira que acontecem no Brasil e no Mundo!
stickyimage

O que é, afinal, a Independência Financeira? (e como chegar lá)

O que é Independência Financeira para você?

De modo geral, você poderia dizer que é “não depender do dinheiro”, mas isso seria impossível já que vivemos em uma sociedade onde o dinheiro é a base para todas as trocas, até para conseguir comida. Não tem como “não depender do dinheiro”.

Mas tem sim como “viver sem se preocupar com dinheiro”, ou seja, saber que o dinheiro é necessário, mas ter o suficiente para não precisar nem mais trabalhar se não quiser. Essa sim é uma boa definição.

Parece um desafio e tanto, não é? Para chegar lá, primeiro precisamos entender alguns conceitos.

 

Renda Ativa x Renda Passiva

Entender a diferença entre estes 2 tipos de renda vai ajudar a colocar em prática o seu plano de Independência Financeira, seja qual for o estágio em que se encontra:

Renda Ativa = você trabalha pelo dinheiro

Renda Passiva = o dinheiro trabalha por você

Parece interessante, não? Mas como colocar o dinheiro para trabalhar? Siga estes passos:

1º) A Renda Ativa gera um ganho mensal

2º) você tem o controle para gastar menos do que ganha

3º) a sobra vai para investimentos

4º) investimentos pagam juros

Estes juros representam o dinheiro trabalhando por você, ou seja, permitindo que você tenha dinheiro para gastar sem mexer naquele dinheiro principal que você trabalhou para juntar.

Mas quanto é preciso acumular para que o dinheiro possa pagar todas as suas despesas, ou seja, que sua Renda Passiva seja tanta que você não precise mais da Renda Ativa?

Esse é o X da questão!

 

Parte superior do formulário

Parte inferior do formulário

Linha da Vida

Na nossa vida financeira, passamos principalmente por 2 fases: a Acumulação e o Recebimento.

A fase de Acumulação acontece enquanto você depende da renda Ativa para acumular o dinheiro que vai precisar no futuro e a fase do Recebimento começa quando você efetivamente usa esse dinheiro para viver.

Perceba estes 3 cenários:

No cenário 1, a pessoa acumula o suficiente para viver apenas dos juros dos investimentos, sem mexer no principal. Perceba que a linha cresce (fase de acumulação) e depois se estabiliza (fase de Recebimento). Esse patrimônio permanecerá rendendo juros (Renda Passiva) enquanto a pessoa viver e depois será dividido entre os herdeiros.

No cenário 2, a pessoa acumula uma certa quantia, porém os juros não são suficientes para todas as despesas. Ela precisa usar uma parte do principal também. Perceba que a linha cresce (fase de acumulação) e depois começa a cair (fase de recebimento). Se tudo der certo, o dinheiro será suficiente enquanto a pessoa viver, mas não sobrará muita coisa para os herdeiros.

No cenário 3, o dinheiro acaba antes da vida da pessoa. O acúmulo não foi grande o suficiente e a pessoa estará em sérios apuros se não puder contar com a ajuda de amigos ou familiares. Infelizmente, é o caso mais comum hoje em dia.

 

O ideal seria alcançar o cenário 1 certo? Assim não precisaria se preocupar em viver mais que o dinheiro e ainda teria um bom patrimônio como legado. Este seria o verdadeiro grau de Independência Financeira.

Para saber quanto precisa juntar na fase de Acumulação para atingir este estágio, precisamos agora conhecer a fórmula da perpetuidade.

 

Fórmula da perpetuidade

*Taxa Real é o rendimento mensal dos investimentos já descontando os impostos e a inflação.

Com um exemplo fica bem mais fácil. Vamos calcular o quanto alguém precisa acumular para:

  • Ter uma Renda Passiva de R$ 5000 por mês (sem precisar usar o principal)
  • Taxa de juros real de 0,25% ao mês nos investimentos

Fazendo os cálculos, essa pessoa precisará juntar R$ 2 milhões na sua fase de acumulação (não se preocupe com a fórmula, mais abaixo tem uma planilha para download onde você poderá simular os seus valores).

 

Este valor parece muito? Agora pense quanto dinheiro a gente desperdiça só em juros de dívidas (o valor total de um financiamento imobiliário comparado com o valor original do imóvel, por exemplo. Você pode usar esta planilha para ver a diferença: Planilha de Simulação de Financiamentos).

Você vai perceber que gastamos muito mais do que isso ao longo da vida. Você iria se surpreender também com quantas pessoas conseguem atingir a Independência depois de colocarem isso como meta.

Sem planejamento, passamos a vida trabalhando pelo dinheiro, sem aproveitar o que ele poderia trabalhar por nós quando bem aplicado.

Nesta Planilha de Independência Financeira, você poderá simular também quanto tempo ainda tem de acumulação pela frente de acordo com a sua sobra mensal.

Uma coisa é certa: somente quem tiver um bom Planejamento poderá viver da sua Renda Passiva, sem depender de filhos, emprego ou governo para garantir a sua tranquilidade.

 

Passo-a-passo para atingir a Independência Financeira:

  1. Tenha um plano bem definido de onde quer chegar. Essa será a sua motivação para seguir firme neste objetivo de Longo Prazo. Utilize a metodologia SMART para traçar este plano.
  2. Quanto maior a sobra mensal, mais rápida é a fase de acumulação. Caso ainda não tenha um bom controle de ganhos e gastos para garantir os investimentos regulares, utilize este nosso modelo de Planilha de Orçamento Doméstico.
  3. Saber onde investir o dinheiro é mais um ponto que ajuda muito na fase de acumulação. A maior rentabilidade poderá acelerar ainda mais seus ganhos. Leia o e-book  7 pontos importantes na hora de avaliar um investimento.
  4. Siga o plano com bastante Dedicação e Disciplina.

 

Você quer saber onde a maioria das pessoas falha? No passo que parece o mais simples de todos, o passo 4. Nessa hora é que um Planejador Financeiro Pessoal é tão importante, pois ele te ajuda a seguir firme no plano traçado.

Além disso, mesmo que você chegue a um resultado bem fundamentado usando a fórmula, isso não te isentará da necessidade de acompanhar e reavaliar periodicamente os parâmetros e projeções. A realidade muda (cenário econômico, necessidades e planos de cada um etc) e, neste importantíssimo exercício de planejamento, o acompanhamento de um Planejador Financeiro Pessoal é essencial.

A Independência Financeira não só é possível como indispensável para todos aqueles que querem mais da vida do que simplesmente pagar contas ou depender dos outros. Todo plano de Longo Prazo existe… e começa hoje!

 

 

 

*Artigo escrito em parceria com Florence Corrêa

Janser Rojo é um profissional CFP® com MBA em Derivativos pela BM&FBovespa, planejador financeiro, palestrante e Sócio Diretor da QI Financeiro Consultoria. Acesse: www.qifinanceiro.com.br

Classifique!

Deixe um comentário

Obrigatório

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

©2013 EduFin - O mais completo Portal de Educação Financeira
O EduFin presta apenas o serviço de disseminação de informação, ressaltando que não faz qualquer tipo de recomendação de curso, investimento, livro etc. Portanto não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes. Leia os termos e condições de uso