Nome:
Email:
Para finalizar seu cadastro CURTA NOSSA FANPAGE (clique no botão abaixo) e receba diariamente as notícias sobre mercado financeiro e educação financeira que acontecem no Brasil e no Mundo!
stickyimage

EduEntenda: Quem recebe o dinheiro das ações negociadas na Bolsa de Valores? A empresa ou o acionista que vendeu sua ação?

ENTENDANo último EduEntenda, falamos a respeito das ações que são emitidas por uma empresa. Lá, definimos as ações como a menor parcela do capital de uma empresa. Também dissemos que essas ações podem ser negociadas na Bolsa de Valores e, de acordo com sua oscilação de valor aos olhos do mercado, as pessoas ou empresas que têm uma parcela destas ações podem ganhar ou perder dinheiro se as negociarem.

Vamos em frente ainda falando um pouco mais sobre o capital das empresas.

Também já vimos que o capital de uma empresa representa o quanto os proprietários (sócios, cotistas ou acionistas) investiram inicialmente nela.

Para que a empresa possa negociar suas ações, é necessário que a empresa esteja listada na Bolsa de Valores. E, para estar listada na Bolsa de Valores, é necessário que a empresa abra seu capital. Isto significa que, a partir daí, suas ações poderão ser negociadas livremente e qualquer pessoa poderá se tornar sua acionista.

Esta abertura de capital passa por várias etapas que vão desde o pedido de autorização até a conclusão do processo de abertura do capital da empresa. Quem faz essa regulamentação e a consequente fiscalização é a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), além da Bolsa de Valores.

Quando ocorre a abertura do capital da empresa, pode acontecer ou não, e isso depende de cada empresa, a oferta de ações ao público. Essa oferta é conhecida com IPO, que em inglês significa Initial Public Offering, ou seja, Oferta Pública Inicial. Feito o anúncio, as pessoas interessadas na compra destas ações entram em contato com a corretora de valores em que estão cadastradas e manifestam seu desejo de compra, determinando também até quanto estão dispostas a pagar por ação, caso no dia da negociação inicial haja um grande volume de interessados, o que elevaria o preço de cada ação já neste momento. Este dinheiro da primeira oferta vai para a empresa. É ela que está chamando novos acionistas para compor parte de seu capital.

A vantagem para a empresa é que com esse dinheiro ela se financia sem que fique estabelecido prazo para devolução, uma vez que este é um dinheiro que veio dos acionistas. Vamos lembrar que há duas fontes básicas de financiamento para as empresas. Uma vem do capital dos acionistas, que é o assunto que estamos tratando nesta seção e, outra vem dos empréstimos, financiamentos e todas as demais contas a pagar, que podemos chamar de capital de terceiros. É a partir desses dois valores que a empresa compra e mantém seus bens e direitos (como caixa, estoques, contas a receber, equipamentos produtivos, etc, que são os chamados “Ativos” da empresa).

Então, estas ações de IPO estão sendo negociadas primariamente, ou seja, o dinheiro pelo qual as ações forem negociadas na Bolsa no momento do IPO é o dinheiro que a empresa arrecada pela emissão das ações.

Quando passam para o mercado secundário é o momento em que as ações trocam de mãos entre os acionistas, e a partir daí a empresa não recebe mais esse dinheiro negociado entre os novos e antigos acionistas. Quem ganha ou perde algum dinheiro, caso haja algum ganho ou perda na negociação, são os próprios acionistas que então estão chegando ou saindo da sociedade.

Classifique!

Deixe um comentário

Obrigatório

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

©2013 EduFin - O mais completo Portal de Educação Financeira
O EduFin presta apenas o serviço de disseminação de informação, ressaltando que não faz qualquer tipo de recomendação de curso, investimento, livro etc. Portanto não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes. Leia os termos e condições de uso