Nome:
Email:
Para finalizar seu cadastro CURTA NOSSA FANPAGE (clique no botão abaixo) e receba diariamente as notícias sobre mercado financeiro e educação financeira que acontecem no Brasil e no Mundo!
stickyimage

Viver sozinho custa mais caro do que se pensa – Exame.com

São Paulo – Viver sozinho pode ser sinônimo de liberdade, independência e até resignação ou solidão. Mas não necessariamente de poucos gastos. Sustentar filhos certamente compromete boa parte da renda de uma pessoa ou um casal, mas no caso de adultos sem filhos dependentes, morar sozinho significa não ter ninguém com quem dividir as despesas – do mercado ao aluguel.

Pouco mais de 10% dos domicílios brasileiros é composto por apenas um morador, proporção que vem aumentando ano a ano. São jovens em início de carreira, solteiros convictos e divorciados que não têm (mais) as despesas dos filhos, mas em compensação abrem bem mais a carteira para manter o estilo de vida solitário – seja com o próprio prazer, seja com as despesas “naturalmente” altas dos solteiros.

Ter amigos para dividir o apartamento, as contas de casa, o táxi da balada ou mesmo se inscrever naquela academia de ginástica que dá desconto para quem se matricula com conhecidos pode ajudar e muito no orçamento. Veja a seguir quatro situações que custam bem mais caro para os solteiros e solitários do que para grupos de adultos e casais sem filhos.

Saiba mais: http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/viver-sozinho-custa-mais-caro-do-que-se-pensa

Classifique!

Deixe um comentário

Obrigatório

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

©2013 EduFin - O mais completo Portal de Educação Financeira
O EduFin presta apenas o serviço de disseminação de informação, ressaltando que não faz qualquer tipo de recomendação de curso, investimento, livro etc. Portanto não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes. Leia os termos e condições de uso